IMAGENS NÃO EXPLODIDAS

2008 . Direção de Marcelo Sena

“A música é um reservatório de imagens não explodidas”, define o filósofo Giovanni Piana, em seu livro Filosofia da Música, de onde surgiu o título do espetáculo. O livro foi uma das inspirações para essa montagem, que parte, principalmente, das experiências e estudos que o bailarino, instrumentista e compositor Marcelo Sena teve em Música.
O diálogo entre o pensamento musical e o coreográfico foi o foco para a concepção deste trabalho. Criado em 2008, o espetáculo trouxe uma interseção entre duas linguagens (dança e música) e se propôs a trabalhar conceitos comuns entre elas. A questão era como esses conceitos se resolviam no fazer da dança. Conceitos como tempo, harmonia, sincronia, tonalidade e intensidades foram o suporte das investigações.

FICHA TÉCNICA
Direção e trilha sonora original: Marcelo Sena
Dança: José W Júnior e Marcelo Sena
Dramaturgia: Giorrdani Gorki (Kiran)
Criação de luz: Luciana Raposo
Produção: Hudson Wlamir
Realização: Cia. Etc.

Duração: 45 minutos

Indicação classificatória: Livre

En construcción.

Under construction.

Histórico de apresentações
  • 17 de outubro de 2015 . Recife/PE . Teatro Apolo . 19h . Por meio da Mostra Brasileira de Dança
  • 7, 8, 14, 15, 23 e 23 de novembro de 2014 . Recife/PE . Teatro Arraial . Sextas e sábados . 20h
  • 2, 9, 16, 23 e 30 de julho de 2010 . Recife/PE . Teatro Apolo . Sextas-feiras . 20h
  • 30 de outubro de 2009 . Jaboatão dos Guararapes/PE . 19h . Palco SESC Piedade . Por meio do III Festival Na Onda da Dança
  • 21 de julho de 2009 . Garanhuns/PE . 18h . Pavilhão de Dança – Parque Euclides Dourado . Por meio do Festival de Inverno de Garanhuns – 19º FIG
  • 28 janeiro de 2009 . Recife/PE . 19h . Teatro Apolo . Por meio do Janeiro de Grandes Espetáculo (APACEPE), tendo recebido o Prêmio APACEPE de Melhor Espetáculo e de Iluminação
  • 17 de outubro de 2008 . Recife/PE . 19h . Teatro Apolo . Por meio do 14º Festival Internacional de Dança do Recife
  • 23 de maio de 2008 . Olinda/PE . 18h . Nascedouro de Peixinhos . Por meio da Plataforma Recife de Dança – Ano IV
  • 14 de maio de 2008 . Recife/PE . 20h . Teatro Apolo . Por meio do Festival Palco Giratório e da Plataforma Recife de Dança – Ano IV
  • 20, 21, 27 e 28 de setembro de 2008 . Recife/PE (temporada de estréia) . 20h . Teatro Apolo . Por meio do Prêmio Fomento às Artes Cênicas da Prefeitura do Recife 2007
Necessidades técnicas

ESPAÇO
Palco italiano (ou semi-arena) com dimensões mínimas: 8 m largura X 6 m profundidade;
1 camarim
Obs.:  A sala de espetáculo deverá ter 100% de escuridão.

SONORIZAÇÃO
01 (uma) mesa de som 4 canais de entrada XLR ou P10, c/ 3 bandas de EQ;
02 (duas) caixas de som full range – 12”, (lateral do palco direcionadas para a plateia);
02 (dois) caixas de som full range – 12”  (dentro do palco).
Obs.:  A potência do som está calculada para uma sala de espetáculo com capacidade entre 100 e 200 pessoas. Caso seja maior, adequar a potência para a capacidade de público.

ILUMINAÇÃO
01 (uma) mesa de luz ;
05 (cinco) refletores elipsoidais 20°;
05 (cinco) refletores elipsoidais 50°;
04 (quatro) P.C. 1000W;
24 (vinte e quatro) refletores par 64 #5;
Facas para 6 elipsoidais;
01 (uma) íris;
12 (doze) bandoors.

EQUIPE PARA VIAGEM
6 pessoas

Material para a Imprensa

Fotos: Breno César

 

 

EXTRAS